Fotos IBP

Ver o invisível resulta em conquista

 

Se queremos participar eficazmente daquilo que Deus fez, está fazendo e fará, não basta enxergarmos apenas com olhos naturais. Precisamos aprender a enxergar com olhos espirituais. O que vemos e o modo como enxergamos determinarão nossas ações.

Os caminhos de Deus, por serem mais altos do que os nossos, nem sempre, fazem sentido para nós Deus é soberano sobre tudo. Ele age como lhe agrada e os seus planos não podem ser frustrados. Precisamos ver com olhos espirituais.

Antes de entregar uma mensagem aos seus profetas, o Senhor verificava a visão deles. Após descreverem o que tinham visto, o Senhor lhes explicava o significado da visão e, em seguida, dava-lhes a interpretação.

Exemplos: Que vês tu, Jeremias? (Jr 1.11,13; 24-3)

                    Que vês tu, Amós? (Am 7.8 e 8.2)

                    Que vês? Perguntou o Senhor a Zacarias (Zc 4.2; 5.2,5)

A Bíblia está repleta de relatos que enfatizam a importância de vermos com olhos espirituais.

Davi se julgava capaz de matar Golias, porque enxergava o adversário como um ser insignificante diante do poderoso Deus de Israel.

O profeta Eliseu orou ao Senhor, para que abrisse os olhos espirituais de seu servo, “Orou Eliseu e disse: Senhor, peço-te que lhe abras os olhos para que veja” (II Rs 6.17).

Precisamos orar ao Senhor, para que abra os nossos olhos espirituais.

Isaías profetizou que Jesus enxergava além de seus olhos naturais, “não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos” (Is 11.3).

A cegueira espiritual paralisa: O povo de Israel diante do Mar Vermelho.

A cegueira espiritual leva à perda da fé: dos doze espias que Moisés enviou para espiarem a Terra Prometida, dez deles viram poderosos gigantes, mas dois deles não viram gigantes, viram uma terra que manava leite e mel, “subamos, e possuamos a terra, porque certamente prevaleceremos contra ela” (Nm 13.30).

Elias, apesar de ver uma nuvem do tamanho da palma do homem com os olhos naturais, sabia que haveria chuva, pois tinha seus olhos espirituais abertos, (I Rs 18.16-46).

A pergunta é: Você está usando apenas os olhos naturais?

Se a resposta for positiva, mude, ore para que o Senhor lhe abra os olhos espirituais, porque esta é a vontade de Deus para nós.

 

Pr. Osmar Bento